© 2011\2017 Benfica Glorioso. (E PLURIBUS UNUM 1904)Benfica Glorioso

*SEJA BEM-VINDO*
SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS!!!
* E PLURIBUS UNUM *
Sou do Benfica Isso me envaidece Tenho a genica Que a qualquer engrandece Sou de um clube lutador Que na luta com fervor Nunca encontrou rival Neste nosso Portugal

Clique aqui Para Entrar No Site →
Benfica
««« LIGA DOS CAMPEÕES QUA 18 OUT SL BENFICA / MAN UNITED 19h45 «««« Fundação:1904 | Presidente SAD:Luis Filipe Vieira /Site Oficial do Sport Lisboa e Benfica www.slbenfica.pt/

Receba Noticias via Email
Clique Aqui ☚ Clique Aqui ☚
Emblema Benfica

Plantel Principal 2017\2018

Classificação

 facebook  twitter  youtube  feed

Resultados futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com


BEM VINDO
1 2 3 4

Benfica TV Online em Direto

Link 1 Clique Aqui ☚ Link 2 Clique Aqui ☚

Seguidores

BTV

Some alt text
BTV
Some alt text
BTV
BTV
Some alt text
BTV
BTV

“LUÍS FILIPE VIEIRA É UM DOS GRANDES DIRIGENTES DO MUNDO”

 31 de outubro de 2017 completam-se 14 anos de liderança de Luís Filipe Vieira no Benfica. Geovanni, em entrevista ao Site Oficial, confessa-se grato a quem – primeiro como diretor para o futebol, depois como presidente – apostou nele, contratando-o ao Barcelona e devolvendo-lhe a alegria de jogar futebol no velho e novo Estádio da Luz.
“Luís Filipe Vieira é uma pessoa que me ajudou muito. Trouxe-me para o Clube juntamente com Camacho. Na época eu precisava de reencontrar a alegria de jogar futebol e ele ajudou-me. Ficámos amigos, declara o brasileiro, em vésperas de um Benfica-Manchester United no Estádio da Luz.

“Luís Filipe Vieira aí no Benfica é uma bênção de Deus”, enfatiza o ex-craque.

Em 14 anos mudou a história do Clube, colocou-o num patamar em que sempre deveria estar, organizou tudo. Na minha opinião é um dos grandes dirigentes do mundo por ter reorganizado o Benfica, que viveu uma crise terrível. O presidente pôde criar uma estrutura e dar um suporte para todas as áreas”, evidencia Geovanni.
“O Benfica hoje não é só o futebol, mas sim muitas modalidades. Fico muito feliz por o presidente estar a fazer 14 anos na frente do Benfica”, sublinha o antigo atacante. 
Ler Mais

FUTEBOL: DATA DO DÉRBI ALTERADA

O jogo entre Benfica e Sporting, da 16.ª jornada da Liga NOS, foi adiado para o dia 3 de janeiro de 2018.

O adiamento do dérbi lisboeta a disputar no Estádio da Luz, inicialmente agendado para 20 de dezembro de 2017, bem como de todos os jogos da mesma ronda, foi oficialmente comunicado pela Liga Portugal.
Ler Mais

CHAMPIONS: BENFICA-MAN. UNITED JÁ TEM ÁRBITRO

Felix Zwayer foi o árbitro nomeado pela UEFA para dirigir o Benfica-Manchester United, na quarta-feira, em jogo da 3.ª jornada da fase de grupos da Champions.

Para o juiz alemão – que vai ter como assistentes os também alemães Thorsten Schiffner e  Marco Achmüller – será o primeiro encontro dos encarnados que vai apitar.  
Na temporada passada, Felix Zwayer esteve no empate a uma bola do Manchester United com o Rostov, em jogo dos oitavos de final da Liga Europa.
O encontro entre Benfica e United está marcado para as 19h45 desta quarta-feira, no Estádio da Luz.
Ler Mais

FUTSAL VENCE COM BIS DE RAÚL CAMPOS

Benfica e Leões de Porto Salvo encontraram-se, este domingo, no jogo da 6.ª jornada do Campeonato Nacional de Futsal. Uma partida que os encarnados acabaram por vencer por 3-2 com um bis de Raúl Campos.
No Pavilhão n.º 2 da Luz, a formação orientada por Joel Rocha inaugurou o marcador aos 9’, através de André Coelho, na cobrança de um livre direto.
Aos 17’, outra vez André Coelho a ficar muito perto do 2-0. Mais um remate de meia-distância com a bola a sair a centímetros do poste.
Apesar das várias tentativas, ao intervalo, o Benfica vencia pela margem mínima.
Na segunda parte, Raúl Campos atirou para o 2-0 aos 34’ mas Marinho repôs, dois minutos depois, a diferença de apenas um golo.
Tudo em aberto no Pavilhão n.º 2 da Luz, com Ré, aos 37’, a empatar a partida. Valeu ao Benfica o bis de Raúl Campos para fechar o encontro com um triunfo por 3-2.
O Benfica alinhou com: Cristiano, Fábio Cecílio, Henmi, Robinho e Raúl Campos.
Suplentes: André Correia, Afonso Jesus, André Coelho, Tiago Brito, Bruno Coelho, Bruno Pinto, Deives Moraes e Jacaré.
Na próxima jornada, o Benfica desloca-se ao terreno do AD Fundão.
Ler Mais

GOLEADA NO ARRANQUE DO CAMPEONATO

Supertaça, Torneio de Abertura e agora uma goleada das antigas! A equipa de hóquei em patins feminino goleou o Nafarros, por 16-0, na 1.ª jornada do Campeonato Nacional de Hóquei.
Numa partida disputada no Pavilhão Fidelidade, este domingo, os golos foram apontados por Marlene Sousa (4), Inês Vieira (4), Rita Lopes (2), Rute Lopes (2), Macarena Ramos (2) e Raquel Abreu (2).
Com este triunfo as encarnadas orientadas por Paulo Almeida assumem o 1.º lugar da classificação geral com três pontos.
Na próxima jornada, domingo, as campeãs nacionais deslocam-se ao terreno do Alverca.
A equipa inicial foi composta por Sandra Coelho, Marlene Sousa, Inês Vieira, Rita Lopes, Rute Lopes.
Ler Mais

OS PRIMEIROS 14 MINUTOS A 14 DE OUTUBRO

João Carvalho estreou-se no jogo diante do Olhanense com a camisola da equipa principal do Benfica.

Há muito desejada pelo jovem que chegou à Luz em 2009/10 para integrar a equipa de Infantis, a estreia aconteceu no sábado, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Foram os primeiros minutos (14, mais precisamente, contabilizando-se o tempo de compensação) do médio que regressou ao Benfica esta época, depois de ter passado meio ano ao serviço do Vitória de Setúbal – foi reforço de inverno, por empréstimo.
Em Olhão, o camisola 90 saiu do banco de suplentes aos 80’ para colmatar a saída de Rafa, num desafio em que também Rúben Dias, Seferovic, Gabriel Barbosa, Chrien, Diogo Gonçalves, Svilar e Douglas se estrearam na Taça de Portugal (os dois últimos foram estreias absolutas, e logo como titulares) e ajudaram o coletivo a apurar-se para a ronda seguinte da prova (triunfo por 1-0, golo de Gabriel).

Uma estreia curiosa: João Carvalho jogou 14 minutos, no dia 14 de outubro.

Esta época, o médio só tinha sido utilizado num jogo da II Liga, onde o Benfica B empatou a uma bola com o Sporting da Covilhã. Foi titular e jogou os 90 minutos.
Confirmada a chamada de Rui Vitória para o jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, ficou também vincada mais uma vez a aposta em jogadores Made in Benfica.
João Carvalho foi o décimo futebolista com selo do Caixa Futebol Campus lançado pelo técnico na equipa principal – e o terceiro nesta temporada –, depois de Rúben Dias, Diogo Gonçalves, Yuri Ribeiro, José Gomes, Renato Sanches, Clésio, Nuno Santos, Nélson Semedo e Ederson. Rui Vitória foi também o grande responsável pela ascensão de Victor Lindelöf e Gonçalo Guedes (que havia sido lançado ainda com idade júnior por Jorge Jesus), jogadores que deram nas vistas e que suscitaram o interesse de grandes clubes europeus. 
Pelas seleções jovens de Portugal, João Carvalho já jogou 51 vezes (entre os Sub-15 e os Sub-21). Com um total de sete golos marcados pelas várias equipas nacionais, o último foi quando abriu o marcador para os Sub-21 frente à Bósnia, logo aos 10’, com um golaço, na segunda jornada da fase de apuramento para o Europeu 2019.
Ler Mais

LIDERANÇA INVICTA! FUTSAL

Depois da Supertaça, a Taça de Honra… e um pleno de triunfos no Campeonato. Após a vitória no dérbi (2-3), as campeãs nacionais receberam este sábado o Venda da Luísa, no Pavilhão da Luz.
Frente à lanterna vermelha da prova, em partida referente à 4.ª jornada da 1.ª Fase do Campeonato – Zona Sul, as águias triunfaram, por 2-0, com um bis de Sara.
Com este resultado, o Benfica segue o seu caminho rumo à revalidação do título, somando só vitórias (4) e sendo já líder isolado da competição com 12 pontos.
O Benfica alinhou de início com Patrícia Mexia, Claudinha, Sara, Nina e Cláudia Lobo.
Ler Mais

GABRIEL BARBOSA: “METADE DO GOLO FOI DO PIZZI”

 Benfica defrontou sábado, no Estádio Algarve, o Olhanense, numa partida a contar para a Taça de Portugal.
Gabriel Barbosa marcou logo aos quatro minutos o primeiro e único golo do encontro. Foi o primeiro golo do brasileiro com a camisola do Benfica vestida… e que golo!
“Foi um belo golo, metade dele foi do Pizzi. Treinámos muito durante a semana e deu certo”, recordou, aquele que foi um tento de belo efeito, num gesto técnico perfeito, a passe de Pizzi.
“Foi importante para mim e para a equipa. Que seja o primeiro de muitos”, disse na entrevista rápida logo após o final da partida.
“Conseguimos fazer um grande jogo e conseguimos a vitória, que era o mais importante, frente a uma boa equipa e num campo complicado”, finalizou.
O Benfica segue assim para a 4.ª eliminatória da prova-rainha. Na quarta-feira há Liga dos Campeões no Estádio da Luz.
Ler Mais

RUI VITÓRIA: “O OLHANENSE DIGNIFICOU A NOSSA VITÓRIA”

No final do jogo, Rui Vitória era um treinador sereno e foi com simplicidade que puxou atrás o filme da partida.
“Um jogo típico de Taça. Entrámos a vencer, tivemos controlo na primeira parte, o adversário reagiu. Nós demos tempo a alguns jogadores, tínhamos de fazer isso, precisavam dessa competição”, disse o técnico.
Na segunda parte a reação da equipa do Olhanense foi boa e apenas dignificou a nossa vitória”, declarou.
Num jogo em que o Benfica conseguiu o apuramento para a próxima eliminatória da Taça de Portugal, a estreia de Svilar não mereceu do treinador do Benfica um comentário muito alongado e muito menos personalizado.
“Não quero individualizar. Os jogadores que tinham menos ritmo estiveram muito bem, os que entraram deram frescura; o João [Carvalho] e o Diogo [Gonçalves] fizeram aquilo que lhes pedimos”, adiantou Rui Vitória.
Fechado o jogo da Taça de Portugal, o treinador do Benfica prepara-se para abrir mais um capítulo.
“Agora na viagem vamos começar a pensar no Manchester, ver se há jogadores lesionados, mas a partir de agora, sim, vamos começar a preparar o jogo com o Manchester United, para definirmos uma equipa capaz de lutar pelo resultado e pelo jogo na Liga dos Campeões”, finalizou Rui Vitória, em declarações na entrevista rápida da Sport TV.
Ler Mais

CHAPÉU DE CLASSE RUMO À 4.ª ELIMINATÓRIA DA TAÇA

Sábado de expectativas centradas no Estádio Algarve. Após duas semanas de interregno devido aos compromissos das Seleções Nacionais, regresso às competições lusas e logo para a festa da prova-rainha.
Frente a frente SC Olhanense e Sport Lisboa e Benfica para as contas da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal… e desde logo várias novidades no onze encarnado, com Rui Vitória a promover as estreias a titular de Svilar e Douglas.
E não poderia começar melhor a partida, com os adeptos benfiquistas a festejarem o primeiro golo logo aos 4 minutos.
Tudo começa com uma defesa enorme do mais jovem guarda-redes de sempre na baliza das águias. O Benfica parte para o ataque e golo de Gabriel Barbosa. Receção de classe do jovem brasileiro de 21 anos, chapéu espetacular – sem hipótese para Cléber –, depois de um passe também ele fantástico de Pizzi.
Em vantagem, o Benfica dominou, procurou dilatar a vantagem, perante uma formação algarvia do 3.º escalão nacional que nunca deixou de acreditar, contudo, a toada tornou-se algo morna e com poucas oportunidades flagrantes.
Em cima do intervalo o jogo espevitou e em duas ocasiões as águias estiveram muito perto do golo. Primeiro Douglas, na marcação de um livre direto, a ver a bola a rasar o poste; depois Rúben Dias. Novo livre, agora descaído para a ala, com o central made in Caixa Futebol Campus a rematar forte, mas o guardião da formação algarvia, atento, disse não.
Segunda metade com a toada a manter-se, embora o Olhanense surgisse um pouco mais atrevido e, aos 51’, Leleco esteve mesmo muito perto do empate… O Benfica reagiu e, já com Diogo Gonçalves em campo, quem sofreu foi a barra da baliza algarvia. Minuto 66 e mais uma das pérolas encarnadas com selo de qualidade do Caixa Futebol Campus em ação: acreditou e, de meia distância, rematou de forma poderosa e convicta! Era um golaço de bandeira… o ferro não quis!
Até  ao final, face à margem mínima, o Olhanense acreditou, ainda chegou a assustar, mas o Benfica prontamente resolveu Missão cumprida na prova-rainha, segue-se a mudança de chip: vem aí a Liga dos Campeões. O Tetracampeão recebe, na quarta-feira, a formação do Manchester United, em partida referente à 3.ª jornada do Grupo A. Este jogo tem início às 19h45, no Estádio da Luz.
O Benfica alinhou com: Svilar; Douglas, Luisão, Rúben Dias e Grimaldo; Fejsa, Pizzi (Chrien, 66’), Krovinovic e Rafa (João Carvalho, 80’), Gabriel (Diogo Gonçalves, 59’) e Seferovic.
Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Ler Mais

SVILAR FAZ HISTÓRIA NA BALIZA DO BENFICA

 encontro deste sábado, no Estádio Algarve, com o Olhanense, para a Taça de Portugal, já foi especial para Mile Svilar, guarda-redes belga de 18 anos contratado pelo Benfica ao Anderlecht no último verão. 

A titularidade significou para o jovem guardião a estreia com a camisola do Benfica e o orgulho de ser o mais novo guarda-redes da história do Clube.


Mas a aposta de Rui Vitória no jovem significou mais ainda: a estreia absoluta em jogos ao mais alto nível, pois o emblema de Bruxelas não lhe permitiu jogar no escalão principal, tendo apenas tido direito a presenças na Youth League.
No que respeita a estrangeiros a defender a baliza do Benfica, faz, pois, lembrar Jan Oblak, que acaba de ultrapassar. O esloveno atuou em Cinfães para a Taça de Portugal (0-1), tinha então 20 anos, nove meses e 13 dias. Foi esta a estreia a titular. No entanto, o guarda-redes já se tinha estreado com a camisola do Benfica. Em 2013/14 fez o seu primeiro encontro pelos encarnados frente precisamente ao Olhanense, no Estádio José Arcanjo, beneficiando da lesão de Artur Moraes, no minuto 69. 
No que toca ao Campeonato Nacional, Moreira continua a liderar a lista dos mais jovens. O português estreou-se a titular a 3 de novembro de 2001 (num jogo diante do Vitória de Guimarães), tinha na altura 19 anos, sete meses e 14 dias.
Ao nível profissional, Svilar só começou a competir há três épocas e, no ano passado, fez parte do plantel principal do Anderlecht que conquistou o campeonato belga. Agora é mais um talento do Benfica.
OS MAIS JOVENS GUARDA-REDES
Estreia
Mile Svilar | 18 anos, 1 mês e 18 dias
(Olhanense-Benfica, Taça de Portugal, 14 de outubro de 2017)
Estreia
Oblak | 20 anos, 9 meses e 12 dias
(Cinfães-Benfica, Taça de Portugal, 19 de outubro de 2013)
Estreias
Moreira | 19 anos anos, 7 meses e 14 dias
(Benfica-V. Guimarães, Campeonato Nacional, 3 de novembro de 2001)
Rui Nereu | 19 anos, 8 meses e 25 dias
(Naval-Benfica, Campeonato Nacional, 29 de outubro de 2005)
Ler Mais

OLHANENSE-BENFICA: JÁ HÁ ONZE!

SC Olhanense e SL Benfica medem forças este sábado, a partir das 19h00, no Estádio Algarve.
As águias vão alinhar de início com: Svilar, Douglas, Luisão, Rúben Dias, Grimaldo, Fejsa, Pizzi, Krovinovic, Rafa, Gabriel e Seferovic. 
Ler Mais

BENFICA-ESTORIL PRAIA. FINAL. 5-0

A equipa de Juniores do Benfica recebe o GD Estoril Praia em jogo da 7.ª jornada do Campeonato Nacional.
Acompanhe em direto no Site Oficial, BTV e Redes Sociais. 
Terminou o jogo: Vitória por 5-0
90' - Golo do BENFICA (5-0). Mais uma assistência de Úmaro Embaló. Golo de David Tavares.
73': Segunda substituição de João Tralhão. Sai Luís Lopes, entra Kevin Csoboth.
72': Substituição no Benfica. Sai Vukotic, entra Tiago Dantas.
63': Golo do BENFICA (4-0). Depois de duas assistências, o golo de Úmaro Embaló. É o quarto no Campeonato.  
53': Golo do BENFICA (3-0). Bis de Luís Lopes, que soma cinco golos no Campeonato. É o melhor marcador da formação encarnada. 
49': Golo do BENFICA (2-0). Foi de Diogo Pinto.  
 Recomeça a partida sem alterações na equipa liderada por João Tralhão.  
45': Intervalo no Caixa Futebol Campus. O Benfica vai vencendo pela margem mínima.
43': Partida interrompida para assistir o estorilista Mascarenhas.
18': Golo do BENFICA (1-0). Velocidade de Embaló a fazer estragos do lado direito, Luís Lopes só teve de encostar para inaugurar o marcador.
Onze inicial: D. Garrido, P. Medina, P. Álvaro, G. Loureiro, L. Pinheiro, Vukotic, Mesaque, D. Tavares, L. Lopes, D. Pinto, Embaló.
Suplentes: Celton Biai, Miguel Nóbrega, Pedro Ganchas, Diogo Capitão, Tiago Dantas, Kevin Csoboth e Ricardo Matos.
Treinador: João Tralhão.
Ler Mais

BOLETIM CLÍNICO

O Sport Lisboa e Benfica informa o Boletim Clínico da equipa principal de Futebol.
Boletim Clínico
Júlio César – Lombalgia;
Eliseu - Mialgia na face anterior da coxa direita;
Jardel - Gestão de esforço;
Jonas – Lombalgia.
Ler Mais

2005: VOO DE LUISÃO QUE LEVOU O BENFICA AO TÍTULOS

Numa Liga atípica, em que os chamados “grandes” perderam mais pontos do que é habitual, quis o sorteio que um dérbi fosse decisivo para a definição do Campeão.
Do ponto de visto teórico, o Benfica teria um leve favoritismo por jogar perante o seu público; do outro lado estava um Sporting  comandado por Peseiro e amplamente elogiado pela qualidade do seu futebol.
Estádio da Luz cheio, País parado para ver o dérbi dos derbis em Portugal. O árbitro, Paulo Paraty, deu o apito para o pontapé de saída às 19h45 e os corações aceleraram ansiosos por um golo que trouxesse aquela tranquilidade.
Nada disso! O resultado teimava em permanecer intacto e até as oportunidades de golo parecia, ter posto folga nesse 14 de maio de 2005. O valor por m2 no meio-campo estava caro, as equipas não se libertavam nas amarras…
Experiente, Trapattoni montou um onze com astúcia, com um miolo povoado; Peseiro tentava dar profundidade à equipa com Douala e jogo entrelinhas com Sá Pinto. Nada resultava. O intervalo chegou e o nulo era lei.
A segunda parte arrancou, os nós não se desatavam e os treinadores mexiam nas equipas recorrendo ao banco de suplentes. O jogo caminhava para o fim até que…

Luisão teve cabeça para o golo

Minuto 83: Petit marca um livre descaído para a esquerda. O esférico pinga na área, na zona em que manda o guarda-redes. Ricardo não foi lesto na saída e Luisão antecipou-se. Chegou mais alto e primeiro, e fez a bola beijar as redes. O júbilo era total nas bancadas da Luz.
A travessia de 11 anos sem o título estava perto do fim. Os jogadores do Sporting reclamaram, mas sem razão. Paulo Paraty fez sinalética de validação do golo. O resultado era de 1-0 para os da Luz. Assim ficaria, para a história!

Festa é festa!

Estádio da Luz foi a antecâmara de uma festa que teria repercussões no Bessa. Boavista-Benfica encerravam um longo Campeonato. Às águias bastava o empate e assim foi. 1-1 para a posteridade. Simão marcou de grande penalidade, mas ainda antes do intervalo, Éder empatou de cabeça.
Assustou, mas não mais do que isso. O “caneco” já não fugiria ao Benfica. A festa do título teve ponte aérea do Porto para Lisboa. Começou no Bessa, terminou no Estádio da Luz e esteudeu-se a todo o território nacional e um pouco por todo o mundo onde há emigrantes portugueses.
Este é o segundo momento do novo Estádio da Luz dos 14 prometidos. Continue a viajar connosco nos momentos mais marcantes da Catedral.
FICHA DE JOGO
Benfica-Sporting, 1-0
33.ª jornada do Campeonato Nacional
14 de maio de 2005
Estádio da Luz – 64 000 espectadores
BENFICA
Onze inicial: Quim; Miguel (78’ Mantorras), Luisão, Ricardo Rocha, Manuel dos Santos; Petit, Manuel Fernandes, Nuno Assis (86’ João Pereira); Geovanni, Simão e Nuno Gomes (88’ Alcides)
Não utilizados: Moreira, Fyssas, Bruno Aguiar e Delibasic
Disciplina: Amarelo a Ricardo Rocha (65’)
Golo: Luisão (83’)
Treinador: Giovanni Trapattoni
SPORTING
Onze inicial: Ricardo; Miguel Garcia, Polga, Beto, Rui Jorge (66’ Tello); Custódio, Rochemback (73’ Hugo Viana), João Moutinho, Pedro Barbosa; Sá Pinto e Douala (70’ Pinilla)
Não utilizados: Nélson, Hugo, Rogério e Niculae
Disciplina: Amarelo a Rui Jorge (52’), Rochemback (69’), Beto (81’) e Polga (90’); vermelho a Beto (86’)
Golo: -
Treinador: José Peseiro
Árbitro: Paulo Paraty
FICHA DE JOGO
Boavista-Benfica, 1-1
34.ª jornada do Campeonato Nacional
22 de maio de 2005
Estádio do Bessa – 30 000 espectadores
BOAVISTA
Onze inicial: Khadim; Éder, Carlos Fernandes, Cadú, Hélder Rosário; André Barreto, Lucas, Guga (61’ Diogo Valente), José Manuel (86’ Nélson); Toñito e Cafú (58’ Hugo Almeida)
Não utilizados: William, Ambassa, João Pedro e Tiago
Disciplina: Amarelo a Cadú (37’), Lucas (76’) e Éder (80’)
Golo: Éder (42’)
Treinador: Pedro Barny
BENFICA
Onze inicial: Quim; Miguel, Luisão, Ricardo Rocha, Manuel dos Santos; Petit, Manuel Fernandes, Nuno Assis (78’ Mantorras); Geovanni (68’ João Pereira), Simão e Nuno Gomes (90’ Alcides)
Não utilizados: Moreira, Fyssas, Bruno Aguiar e Delibasic
Disciplina: Amarelo a João Pereira (90’)
Golo: Simão (38’ gp)
Treinador: Giovanni Trapattoni
Árbitro: Pedro Henriques
Ler Mais

DECISÃO ABSURDA COM RECURSO INEVITÁVEL

SAD do Sport Lisboa e Benfica considera a decisão do Tribunal Judicial da Comarca do Porto de determinar como improcedente a providência cautelar por si apresentada como muito grave e absurda num Estado de Direito e que justifica e impõe o inevitável recurso imediato para o Tribunal da Relação.      
A confissão clubística do Senhor Juiz que proferiu esta Sentença, evidenciada no primeiro despacho, atenuou a surpresa desta decisão, apesar do carácter inédito de que se reveste e da gravíssima doutrina que pode originar.
O sentido e alcance desta Sentença é verdadeiramente insólito e absolutamente inaceitável, consentindo e legitimando, como consente e legítima, a prática reiterada de crimes, ao invés de defender o Estado de Direito e proteger o bom nome das pessoas e das instituições.
Por tais razões, a Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, no início da próxima semana e após análise minuciosa dos termos desta decisão, tomará posição pública sobre este processo e outros com ele relacionados.
Lisboa, 13 de outubro de 2017     
Ler Mais

COM VEIA GOLEADORA NA UEFA

O ADN do Benfica, historicamente, é de uma equipa balanceada para o ataque e com olho no golo. A prova está no facto de ser o único emblema português no top 5 de golos marcados nas competições sob a égide da UEFA.
Com 655 golos em 405 jogos disputados (média de 1,62 por jogo), as águias estão apenas atrás do Real Madrid, Barcelona, FC Bayern e Juventus. Assim dizem os dados divulgados pelo organismo que supervisiona o futebol europeu.
O Benfica detém uma larga e rica história nas provas da UEFA, desde logo com a conquista de duas Taças dos Clubes Campeões Europeus (1960/61 e 1961/62), bem como presença em cinco finais como finalista vencido (1962/63, 1964/65, 1967/68, 1987/88 e 1989/90). Também dita cartas na Taça UEFA com presença em três finais (1982/83, 2012/13 e 2013/14), mas sem nunca ter conseguido levantar o troféu.
Recordar que, na Europa, as maiores vitórias do Benfica foram ante os luxemburgueses do Dudelange em 1965: 10-0 na Luz e 8-0 fora de portas.
Ler Mais

RUI VITÓRIA: “COMEÇAR ESTE CICLO A GANHAR”

Rui Vitória perspetivou o desafio com o Olhanense, a contar para a 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, que terá lugar no Estádio Algarve às 19h00 deste sábado.
“Espero um jogo típico de Taça de Portugal. É a primeira eliminatória em que participamos de uma competição em que a grande maioria dos clubes gosta de participar. Vamos começar o trajeto numa prova em que somos detentores do troféu frente a um adversário com qualidade, que joga no Campeonato de Portugal, mas que joga de forma organizada, que se vai querer mostrar num palco diferente do que está habituado. Temos de ser uma equipa forte, pois podemos ter problemas. Foco total e começar este ciclo com uma vitória”, referiu, em declarações à BTV.
Nas últimas duas temporadas, o Benfica sentiu dificuldades ante o Vianense e o 1.º de Dezembro, algo que deixa a equipa alerta. “O fascínio da Taça de Portugal está nas diferenças entre as equipas que, por vezes, são esbatidas. Temos de estar preparados e estamos. Temos de ter respeito pelos adversários e essa premissa está sempre presente, pois é assim que olhamos para cada jogo, competição e adversário”, garantiu o técnico.
Rui Vitória trabalhou nas últimas semanas com várias ausências devido às seleções, mas há aspetos positivos a retirar: “Temos de dividir os cenários. Ter jogadores fora é sinal de que estão nas seleções; possibilitou trabalhar com outros jogadores da equipa B e dos Juniores, e permitiu melhorar índices. Foi um cenário agradável de trabalho, mas claro que preferíamos ter todos os jogadores.”
Depois do Algarve há jogo com o Manchester United para a Champions, mas o treinador quer os jogadores concentrados na Taça de Portugal. “O foco é o jogo com o Olhanense. Os jogadores que vão entrar estão a pensar no Olhanense e só assim poderia ser. Ninguém ganha dois jogos num só. Mas vencer um pode ajudar o outro. Primeiro ganhar o do Olhanense”, alertou.
Ler Mais

ANTEVISÃO AO OLHANENSE É NA BTV

Sport Lisboa e Benfica e SC Olhanense medem forças sábado, às 19h00, no Estádio Algarve, para as contas da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.
Rui Vitória faz a antevisão a este desafio amanhã, sexta-feira, às 19h00, na BTV.
Antes, às 10h00, o técnico das águias orienta mais uma sessão de trabalho. A mesma terá como palco o Caixa Futebol Campus e será à porta fechada.
Ler Mais

LUÍS FILIPE: “O OLHANENSE É COMO SE FOSSE O MANCHESTER”

Luís Filipe, de 38 anos, largou o futebol no final da época 2013/14 e virou-se para a agricultura. Ainda assim, o “bicho” do futebol está lá e o Site Oficial do Benfica falou com o antigo jogador para saber o que espera do jogo da Taça de Portugal, no sábado, entre as águias e o Olhanense, clubes que representou.
O jogo é no Estádio Algarve e não no José Arcanjo. A mudança é positiva para o futebol e para os adeptos?
Para o adepto, com certeza, porque é um estádio com melhores condições; para o futebol também, porque é um espaço com maior capacidade. Isso é bom para o espetáculo. Porém, acho que foge um pouco àquilo que poderia ser o jogo. Se fosse no José Arcanjo seria mais difícil para o Benfica, pois é a casa do Olhanense. O jogo será num estádio neutro e assim é mais complicado para o Olhanense. Há sempre outros valores que se levantam e um deles é ter mais receita. É importante para os clubes que têm mais dificuldades.
Depois da paragem nas provas nacionais para compromissos das seleções, que Benfica espera ver em campo, sabendo-se que na quarta-feira seguinte há a receção ao Manchester United para a Champions?
Acredito que o Benfica passa a eliminatória, com maior ou menor dificuldade. É um jogo que o Benfica terá de vencer. Depois segue-se um desafio complicado onde a equipa terá de entrar para ganhar, porque muito do futuro do Clube nesta Liga dos Campeões passa por esse encontro.
No Algarve, onde está, fala-se muito deste jogo de Taça?
Fala! Há uns anos que nenhuma equipa grande vem ao Algarve. Agora há o Portimonense… Há uma grande expectativa, nomeadamente por parte dos adeptos do Olhanense.
Representou os dois clubes. Como era jogar pelo Benfica frente a equipas mais pequenas, nomeadamente na Taça de Portugal, e como era jogar pelo Olhanense ante o Benfica e outros grandes?
Quando se está numa equipa pequena e se jogam partidas com maior visibilidade, é normal que os jogadores tenham uma motivação extra, pois é uma oportunidade e tenta-se aproveitar ao máximo. O Benfica tem de ganhar e por vezes é complicado, porque os campos são pequenos, a outra equipa dá tudo nos 90 minutos. Acredito que, se o Benfica entrar focado como se fosse o Manchester United, vencerá. Por vezes temos a tendência de entrar um pouco mais relaxados, porque acreditamos que marcamos mais minuto, menos minuto.
Que análise faz ao momento do Benfica e do Olhanense?
O Olhanense está no Campeonato de Portugal, está para subir e tem tido bons resultados. Quanto ao Benfica, não falo em crise, mas em má fase. Acredito que rapidamente vai encontrar o caminho das vitórias e voltar a pensar na conquista do Campeonato.
Conte-nos uma história, daquelas que ficam gravadas para sempre na memória, que tenha vivido no Benfica e no Olhanense…
As histórias que marcam, no caso do Benfica, são as dos títulos conquistados, a festa que houve. No Olhanense, infelizmente, a história que fica passa-se na minha última época como futebolista em que a equipa desceu de Divisão. Foi marcante! São estas histórias que ficam, umas positivas outras negativas, mas todas fazem parte do crescimento.

Há vida para além do futebol

O que tem feito depois do futebol?
Continuei no Algarve e tenho uma exploração agrícola com produção em estufa de framboesas. É o que faço neste momento. Giro este negócio e aproveito o bom tempo do Algarve para este tipo de produção. Queria ficar nesta região.
O negócio vai de vento em popa?
Vai! Como qualquer negócio tem as suas dificuldades no início. É preciso não desistir. Não digo que está mal ou bem. Está dentro do expectável de uma empresa que está a começar e a perspetiva é a de crescer.
Pensa regressar ao mundo do futebol?
O futebol está dentro de nós e estará sempre. Já fui comentador e outras coisas… Gostaria de um dia estar mais por dentro do futebol, mas tenho pouco tempo devido a este negócio. Ainda assim, estou aberto e disponível para ouvir propostas nesse sentido. O “bicho” do futebol está cá dentro.
Ler Mais

BENFICA DOMINA CONVOCATÓRIA DE SUB-16

treinador nacional, Emílio Peixe, divulgou esta quinta-feira a convocatória de Sub-16 para o segundo estágio de preparação da época.
Entre os 25 atletas convocados, o Benfica domina com oito presenças: Famana Quizera, Filipe Cruz, Henrique Pereira, Paulo Bernardo, Pedro Silva, Rafael Brito, Rafael Rodrigues e Tomás Araújo.
A Equipa das Quinas irá trabalhar no Centro de Estágios de Rio Maior entre os dias 16 e 18 de outubro, somando, ao todo, cinco treinos.
Lista de convocados:
Benfica - Famana Quizera, Filipe Cruz, Henrique Pereira, Paulo Bernardo, Pedro Silva, Rafael Brito, Rafael Rodrigues e Tomás Araújo;FC Paços Ferreira - José Oliveira;
FC Porto - Fábio Silva, Ivan Cardoso, Rodrigo Ferreira, Tiago Ribeiro e Tomás Esteves;
Palmeiras Fut C - Pedro Alves e Yan Said;
Sporting - Bruno Tavares, Daniel Rodrigues, Diogo Almeida, Eduardo Quaresma, Rodrigo Rêgo, Tiago Ferreira e Umaro Baldé;
Vitória FC - Petterson Santos;
Vitória SC - Sérgio Dutra.
Ler Mais

JOSÉ MOURINHO: “NÃO JOGA UM, JOGA OUTRO”

Ainda não se sabe se Fellaini ou Carrick estarão disponíveis para actuar no estádio da Luz, na próxima semana, frente ao Benfica, em mais uma jornada da Liga dos Campeões. Uma coisa parece certa aos olhos de José Mourinho. Muito dificilmente jogarão no próximo sábado, frente ao Liverpool.
As quase certas ausências de Fellaini e Carrick juntam-se à de Pogba, lesionado, desde há várias semanas e ainda sem data para o seu regresso à competição. O treinador português desdramatiza a situação.
“Por aquilo que li, não creio que Fellaini possa jogar. Jogará outro no seu lugar e isso não é problema para mim. Nem o Ander (Herrera). Confio em todos os jogadores. Nós perdemos jogadores na época passada e já perdemos jogadores esta temporada. Com a nossa maneira de pensar e de actuar, isso não é um problema”, disse Mourinho.
“Um jogador que não pode jogar significa que joga outro no lugar dele. É uma oportunidade para outro jogador e nós confiamos neles. Nunca nos escondemos atrás deste ou daquele jogador ou desta ou daquela lesão. Confiamos em todos aqueles que vão jogar”, adiantou o treinador do Manchester United.
Antes de viajar para Portugal, os Red Devils defrontam, no próximo sábado, o Liverpool, no mítico Anfield Road.
Ler Mais
Sports Blogs
blog directory
 
Benfica Glorioso © Obrigado e volte sempre!!!
BENFICA GLORIOSO

Feito por BENFICA GLORIOSO * SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS * * E PLURIBUS UNUM * Benfica Glorioso © 2011 \2017